Publicada em 01/08/2023

Foto Caroline Costa – Publicação da Fapesc revela como as tecnologias da Indústria 4.0 promovem a transformação digital e impulsionam o crescimento do setor no Estado

Santa Catarina coleciona muitos títulos, entre eles, ser um dos estados mais industrializados do Brasil. Motivo de orgulho, o índice de competitividade industrial catarinense é o segundo melhor do país. Além de empreendedores, os catarinenses são competitivos.

No setor de alimentos, o Estado é líder nacional da exportação de carne suína; e quando o tema é produção de equipamentos elétricos, Santa Catarina é referência internacional.

Exemplos não faltam, pois a produção dos polos industriais regionais apresenta alta sofisticação tecnológica e muita diversidade. Por todos estes motivos, a terceira edição da Revista Fapesc – Ciência, Tecnologia e Inovação dedica 24 páginas para divulgar o trabalho de excelência de pesquisadores, gestores e especialistas de empresas catarinenses. 

No Norte do Estado, Jaraguá do Sul e Joinville, dois dos quatro municípios catarinenses presentes na lista das 100 maiores cidades industriais do Brasil, empresas investem nas novas tecnologias da Indústria 4.0 e se destacam no processo de inovação do setor industrial brasileiro.

A terceira edição também apresenta o Atlas da Indústria Catarinense, produzido pelo Observatório Fiesc com as comparações das diferentes cadeias produtivas do Estado; e o programa Inova Talentos, de fomento a projetos de inovação e capacitação de profissionais por meio de bolsas.

Cases de sucesso do Oeste

Do Oeste catarinense, a publicação conta a trajetória da pequena cidade de Luzerna, que concentra o maior número de startups por habitantes do Estado; a história da Universidade do Oeste de Santa Catarina (Unoesc), a primeira instituição de Educação Superior da região; e ainda sugere um espaço de visitação aberto à comunidade, o Planetário Digital Udesc Oeste, em Pinhalzinho.

Com 96 páginas, a Revista Fapesc traz outras iniciativas bem-sucedidas de pesquisadores e empreendedores catarinenses, como a tese desenvolvida na Unochapecó sobre efluentes de postos de lavação de veículos.

Ciência, Tecnologia e Inovação em pauta

O papel e as metas da inédita Secretaria da Ciência, Tecnologia e Inovação de SC também ganharam espaço nesta edição, assim como o perfil da nova presidente da Associação Catarinense das Fundações Educacionais (Acafe) e o primeiro Centro de Inovação em atividade, localizado em Lages, na Serra. 

De Florianópolis, a Revista publica a matéria sobre o trabalho desenvolvido na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), o primeiro do mundo a reproduzir tainhas em cativeiro. 

Para proteger um dos ativos mais importantes de uma empresa, a propriedade intelectual, a Revista Fapesc traz dicas e os cuidados necessários para o registro de novas marcas, patentes e desenhos industriais. 

Por fim, o trabalho dos pesquisadores da Universidade Regional de Blumenau (Furb), no Vale do Itajaí, ilustram as páginas da publicação com imagens registradas nas florestas catarinenses. 

Conteúdos online

Com uma tiragem de 5 mil exemplares, a Revista Fapesc conta com distribuição gratuita, destinada a pesquisadores das Instituições de Ensino Superior (IES) catarinenses, empreendedores, gestores da política de ciência e tecnologia e o público em geral.

A versão digital está disponível no site da Fapesc, em português e inglês. No site é possível ler na íntegra todos os textos da versão impressa, além de sugestões de vídeos e outros conteúdos extras produzidos por pesquisadores, especialistas e empreendedores. Na edição de agosto é possível conferir, por exemplo, o episódio sobre Inteligência Artificial, do recém-lançado podcast da Fapesc, disponível no Youtube

Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc)     
Nanda Gobbi / nanda.gobbi@fapesc.sc.gov.br     
Telefone: (48) 98802-5794