Publicado em 24/08/2023

Por Gabriela Farias/Secom
Foto: Eduardo Valente/Secom

Santa Catarina é palco de um grande encontro de ideias em inovação a partir desta quarta-feira, 23, até o dia 25 de agosto. Cerca de dez mil pessoas estarão reunidas no CentroSul, em Florianópolis, para o Startup Summit. A abertura do evento contou com a participação do governador Jorginho Mello que destacou as ações do Governo do Estado para o setor a investidores, representantes de startups, nomes importantes do ecossistema, e o público em geral.

“Santa Catarina precisava de uma secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação, e nós fizemos. Fazer política também é respaldar e valorizar a questão técnica. Precisamos inovar mais e sempre provocar a inovação com eventos como esse”, disse o governador Jorginho Mello. Ele destacou o protagonismo dado ao setor e as parcerias para formação de profissionais com o Sebrae e a Fiesc, especialmente para o ensino técnico.

“Vamos dar resposta a essa lacuna que existe entre oferta e demanda de vagas no setor de tecnologia. Temos em SC a cidade com o maior número de startups do Brasil, que é Luzerna. Já somos o estado com maior número de trabalhadores com carteira assinada do país”, disse.
Jorginho destacou o investimento em educação também por meio do programa Universidade Gratuita. “Hoje é uma realidade em Santa Catarina. Quem quiser estudar, terá condições de fazer o curso que quiser”, completou.

O prefeito de Florianópolis, Topázio Neto, destacou a notícia de que Florianópolis é a capital mais competitiva do país. “O diferencial da nossa cidade se dá através das pessoas. Formar esses profissionais para o setor da tecnologia e inovação é um dos nossos desafios”, disse.

Planejado em parceria entre Sebrae, Associação Catarinense de Tecnologia (ACATE) e Associação Empresarial de Florianópolis (ACIF), o encontro traz, pela primeira vez, mais de 850 startups selecionadas para participarem gratuitamente, proporcionando um ambiente propício para conexões, oportunidades de negócios e compartilhamento de conhecimentos. “Esse evento coroa o Brasil que dá certo,”, disse Iomani Engelmann, presidente da Acate

O Governo do Estado está presente em todos os dias do evento com um estande que reúne a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (SCTI) e também a Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (FAPESC). A área onde está localizado foi denominada Espaço SC.

Santa Catarina: uma fábrica de empresas de tecnologia

O estado possui 22.125 empresas no setor que, juntas, faturam mais de R$ 23,8 bilhões (6% do PIB catarinense). A receita média destas empresas é de R$ 1,19 milhão, distribuída entre mais de 25 mil empreendedores. (ACATE TECH REPORT 2022).

O setor representa 6,1% da economia de Santa Catarina. Em comparação com os outros estados, o ecossistema de tecnologia catarinense se classifica como o 6º maior do país.
SC é o 4º estado com maior quadro de profissionais no setor de tecnologia do Brasil, atrás de São Paulo, de Minas Gerais e do Rio de Janeiro.