O governador Raimundo Colombo e o secretário de Assuntos Internacionais, Carlos Adauto Virmond Vieira, receberam nesta quarta-feira, 22, em Florianópolis, o embaixador do Canadá no Brasil, Riccardo Savone. Na visita, a primeira do embaixador, um dos objetivos foi de ampliar e criar novas parcerias  entre o Canadá e o Estado, principalmente na área de inovação e tecnologia. Santa Catarina já é parceira do Canadá, com a província de Príncipe Edward, desde 2013, quando foi assinado um acordo de cooperação que prevê aproximação especialmente nas áreas de agricultura, turismo e educação.
As potencialidades de Santa Catarina, a força do agronegócio, o dinamismo dos portos, os constantes investimentos em inovação e a importância da troca de experiências foram ressaltados pelo governador Raimundo Colombo.
“Já temos uma relação expressiva com o Canadá, mas ainda podemos  ampliar. Eles têm um bom modelo de saúde pública e temos o interesse em conhecer os seus trabalhos voltados ao agronegócio e a questões ambientais. Em troca, somos uma boa referência para eles no setor tecnológico. É muito bom que esses países descubram nosso Estado, pois isso amplia nossa condição de enfrentar a crise neste momento difícil. Precisamos aumentar nossas exportações, substituir nossas importações, agregar nossas tecnologias e ter melhor produtividade e resultado”, disse o governador.
O governador Raimundo Colombo e o secretário de Assuntos Internacionais, Carlos Adauto Virmond Vieira, receberam o embaixador do Canadá no Brasil, Riccardo Savone. Na visita, a primeira do embaixador, um dos objetivos foi de ampliar e criar novas parcerias entre o Canadá e o Estado, principalmente na área de inovação e tecnologia - Fpolis - 22/06/2016. Foto: James Tavares/Secom
O governador Raimundo Colombo e o secretário de Assuntos Internacionais, Carlos Adauto Virmond Vieira, receberam o embaixador do Canadá no Brasil, Riccardo Savone. Na visita, a primeira do embaixador, um dos objetivos foi de ampliar e criar novas parcerias entre o Canadá e o Estado, principalmente na área de inovação e tecnologia – Fpolis – 22/06/2016. Foto: James Tavares/Secom
O secretário de Assuntos Internacionais informou que Santa Catarina oferece um ambiente propício aos investimentos e para ampliação de novas parcerias.  “Desde 2013, procuramos desenvolver projetos de cooperação entre o Canadá e Santa Catarina. Queremos, agora, dar um novo impulso a esse relacionamento, especialmente na área da inovação. Eles estão vendo nosso Estado como um dos maiores polos de inovação do Brasil e talvez o melhor parceiro do país nessa área”, informou o secretário Vieira.
“Eu queria conhecer melhor Santa Catarina. Fui muito bem recebido. Nossa conversa com o governo catarinense foi produtiva. Encontramos ideias de como podemos trocar experiências e conhecimentos” , explicou o embaixador Savoni.
As exportações brasileiras para o Canadá são compostas, em sua maior parte, por produtos manufaturados, que representam 42,9%, com destaque para a venda de produtos químicos, máquinas e obras de pedra, como gesso e cimento. Os básicos se posicionam em seguida, com 31,6%, além de óleo bruto de petróleo, café e semimanufaturados que representam 25,4%.
Das importações brasileiras procedentes do Canadá, grande parte são produtos manufaturados, tais como adubos, máquinas, papel e automóveis. Os semimanufaturados somam 35,3%, e os básicos, 14,6%.
Acompanharam a visita o presidente da Fapesc, Sergio Luiz Gargioni, o consultor geral da secretaria de Assuntos Internacionais, Marcelo Trevisani, a coordenadora de projetos especiais da Secretaria de Desenvolvimento Econômico Sustentável, Roberta Noroschny, e secretária municipal de Turismo de Florianópolis, Elizenia Becker. Também estiveram presentes o cônsul geral do Canadá em São Paulo, Stéphane Larue, funcionário do consulado, Paulo Orlandi, chefe do escritório de representação do Itamaraty em SC, José Roberto de Almeida Pinto, e a primeira secretária do quadro especial do Ministério das Relações Exteriores, Tânia Alexandra Alberti.
Saiba mais
O Canadá é o segundo país em extensão, atrás apenas da Rússia. Tem um dos mais altos padrões de qualidade de vida do mundo. O Canadá vem sendo apontado pela Organização das Nações Unidas, desde 1992, como um dos países de maior índice de desenvolvimento humano do mundo, que mede a qualidade de vida em geral. A expectativa de vida é de 82 anos para a mulher e 77 para homens.
Fonte: Elisabety Borghelotti – Assessoria de Imprensa – Secretaria de Estado de Comunicação – Secom