O governo do Estado de Santa Catarina será representado durante uma viagem para a constituição de parcerias com a França, visando o fomento à pesquisa e à cultura, por uma coordenadora de projetos da Fapesc (Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina). Mônica Cristina Corrêa viajou no dia 01/12 a convite da Prefeitura de Toulouse, para tornar esta cidade “irmã” de Florianópolis.

Isso porque a capital catarinense pode ajudar a contar a história da empresa de correio aéreo Aéropostale, cujo piloto mais famoso foi Antoine de Saint-Exupéry (1900-1944). Ele ou seus colegas faziam escala em 26 cidades da África, Europa e América do Sul, mas somente Florianópolis ainda guarda lembranças como a casa que abrigava os pilotos durante as viagens.

Em reconhecimento à importância desse patrimônio, o francês Max Armanet, especialista ligado à UNESCO, já esteve na cidade e analisa a possibilidade de tombar a casa e outros redutos históricos.

Mônica Cristina Corrêa é a responsável pelo resgate histórico da passagem do autor de O Pequeno Príncipe pela ilha, e sobre o assunto produziu o documentário de Saint-Exupéry a Zeperri.

Uma exposição sobre o tema está aberta até 11 de dezembro de 2011 no Museu Histórico de Santa Catarina – Palácio Cruz e Sousa, no centro da capital. A mostra de aquarelas e textos é apoiada pela Fapesc.

Fonte: Fapesc