14.07.2010
Nesta quinta-feira, dia 15, o Comitê do Itajaí, em parceria com a Epagri e a Associação de Preservação do Meio Ambiente e da Vida (Apremavi), promove o 4º Encontro para o fortalecimento das ações educativas ambientais na comunidade indígena Laklãno, em José Boiteux. O Comitê estará representado por integrantes da equipe do Projeto Piava que, desde julho de 2009, vem estabelecendo laços com essa comunidade, para isto contando com apoio do Conselho de Missão entre Índios (COMIN). Desta vez, o encontro terá como objetivo orientar a comunidade indígena na elaboração de projetos de recuperação de matas ciliares e na estruturação de viveiros de mudas florestais nativas.

Este quarto encontro estava agendado para abril, mas as chuvas praticamente isolaram as sete aldeias que formam a comunidade Laklãno. Este problema, recorrente em períodos de chuvas mais intensas, tem trazido intranquilidade para os índios, que foram afetados pela construção da barragem norte. Outros problemas são enfrentados na região da reserva, como a exploração de madeira, a criação de gados e a plantação de pínus, que já poluiu ou secou algumas nascentes.

Nestes encontros os índios são estimulados a falarem de si e apontarem soluções para o problema. A equipe Piava também desenvolveu uma capacitação para o monitoramento participativo da qualidade da água e fez um trabalho de conscientização sobre a importância das matas ciliares para a qualidade das águas. Nesta quinta haverá novo estímulo ao desenvolvimento de projetos de recuperação das matas. O encontro será na Escola Indígena Laklãno, das 10h às 16h30.